Correspondentes Cambiais em diversos pontos do território nacional

Correspondente Cambial – O que é e como funciona?

O Correspondente Cambial é um representante de Bancos ou Corretoras que atua por sua própria conta. A RESOLUÇÃO BACEN Nº 3.954 24 de fevereiro de 2011 consolida as normas que dispõem sobre a contratação de correspondentes no País e pode ser acessada na íntegra pelo link https://www.bcb.gov.br/pre/normativos/res/2011/pdf/res_3954_v7_L.pdf.

A motivação principal do Banco Central ao autorizar a contratação de correspondentes cambiais é gerar um ambiente de maior competição entre as instituições habilitadas a operar câmbio que antes eram, de certa forma, monopolizadas por poucos tradicionais bancos brasileiros. Essa concorrência gera benefícios positivos para a sociedade em geral. Entre elas, competição por menores tarifas e taxas de câmbio mais acessíveis. Para as instituições financeiras a contratação de correspondentes cambiais permite maior capilaridade e menores custos operacionais.

A atuação do correspondente se dá por conta e sob as diretrizes da instituição contratante, que assume inteira responsabilidade pelo atendimento prestado aos clientes e usuários por meio do correspondente.

Somente podem ser contratados, na qualidade de correspondente, as sociedades, os empresários, as associações definidos na Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), os prestadores de serviços notariais e de registro de que trata a Lei nº 8.935, de 18 de novembro de 1994, e as empresas públicas.

O atendimento prestado pelo correspondente em operações de câmbio é contratualmente restrito às seguintes operações:

I – compra e venda de moeda estrangeira em espécie, cheque ou cheque de viagem, bem como carga de moeda estrangeira em cartão pré-pago;
II – execução ativa (envios) ou passiva (recebimentos) de ordem de pagamento relativa a transferência unilateral do ou para o exterior; e
III – recepção e encaminhamento de propostas de operações de câmbio.

As operações elencadas nos itens I e II estão limitadas ao valor de US$3.000,00 (três mil dólares dos Estados Unidos), ou seu equivalente em outras moedas, por operação. Além disso, existe a obrigatoriedade de entrega ao cliente de comprovante para cada operação de câmbio realizada, contendo a identificação das partes, a indicação da moeda estrangeira, da taxa de câmbio e dos valores em moeda estrangeira e em moeda nacional, bem como a observância das disposições das Circulares 3691 e 3689 do Banco Central.

Para se tornar um correspondente cambial não é necessário ter um ponto físico, ou seja, não precisa ter uma casa de câmbio. Neste cenário, é possível atuar na divulgação dos serviços da Corretora e, consequentemente, na prospecção de clientes (item III mencionado acima). Em geral, o perfil desse tipo de correspondente é basicamente formado por profissionais com alguma bagagem técnica do mercado financeiro, muitas vezes ex-funcionários de bancos ou corretoras. No nosso caso, como atuamos com foco em comércio exterior, assessorias de comércio exterior, agentes de cargas, despachantes aduaneiros ou qualquer outro tipo de empresa que preste serviços relacionados ao comércio exterior também têm grande potencial para se tornar nosso correspondente. Isso permite que a sua empresa aumente o leque de serviços relacionados ao comércio exterior e aumente, também,  a rentabilidade do seu negócio.

Além da indicação de operações, também é possível trabalhar com as moedas físicas (papel moeda) e cartões pré-pagos internacionais (item I e II mencionados acima). Nesse caso é necessário dispor de instalações físicas e estrutura para receber carros forte que atendam aos padrões de segurança de transporte e armazenagem. Assim, podem ser feitas tanto vendas de balcão, quanto pelo sistema de delivery.

De certa forma, sua empresa se torna sócia das operações indicadas.

Faz sentido para o seu negócio? Fale com a gente. Venha ser nosso correspondente!

Conheça nossos correspondentes e entre em contato

Andreia Piltawer
Andreia Piltawer Assessoria
Carlos Augusto
Pride One Consultoria
Carlos Hoss
Hoss Representações
Sheila Bonne
Sheila Bonne Negócios Internacionais
Luciane Barcellos
FX Consultoria
Luizila Campos
FX Consultoria
Scroll Up